Campanha alerta para a prevenção da doença que faz novas vítimas todos os dias. Saiba mais e aprenda a conviver bem com a doença

 

O mês de novembro é marcado também pelo Dia Mundial de Combate ao Diabetes, celebrado no dia 14. Segundo a Organização Mundial de Saúde, atualmente, o número de portadores de diabetes em todo o mundo ultrapassa os 422 milhões e a previsão para 2040 é que sejam 642 milhões.
A Organização Mundial de Saúde publicou, em 2016, um relatório dizendo que, no Brasil, temos mais de 16 milhões de brasileiros adultos (8,1%) diabéticos e que a doença mata 72 mil pessoas por ano.
Diante desta realidade, o Lions Clube e a Secretaria de Saúde de São Ludgero fazem uma campanha de alerta para a população da Cidade dos Esportes. No municipio, de acordo com os relatórios das Estratégias Saúde da Família o numero de portadores de diabetes e de 450 pessoas. “Vale destacar que aqui no município, tem muitas pessoas que não utilizam o Sistema Único de Saúde, sendo assim esse numero pode ser mais”, declaram os organizadores da campanha.
A Diabetes Mellitus é uma doença crónica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz, causando um aumento da glicose (açúcar) no sangue, a famosa hiperglicemia.
A insulina e hormônio que o corpo precisa para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Principais tipos de diabetes
Diabetes tipo 1: de caráter genético
Diabetes tipo 2: adquirida ao longo da vida, muitas vezes pelos maus hábitos de alimentação e sedentarismo
Diabetes Gestacional: relacionados à resistência à insulina.

Principais sintomas
Vontade frequente de urinar Fome excessiva Sede excessiva
Emagrecimento ou aumento de peso
Fraqueza
Fadiga
Nervosismo,
Mudanças de humor Náusea e vómito.
Feridas que demoram a cicatrizar Visão está mais embaçada.
Impotência sexual,
Câimbras, formigamento e perda de sensibilidade (principalmente nas mãos e nos pés)

O diagnóstico do diabetes
Deve ser feito com exames de sangue que identificam o excesso de glicose na circulação, como glicemia de jejum, hemoglobina glicada, teste de tolerância à glicose e teste da glicemia capilar.

Tratamento
Vai depender do tipo de diabetes e é prescrito pelo medico. É fundamental o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, que normalmente envolve médico, nutricionista, oftalmologista, educador físico, ginecologista, dentista, psicólogo, enfermeiro etc,